Multilang

domingo, 31 de março de 2013

Cultivo de Almeirão


1. Início de Conversa

Para começar a falar sobre hortaliças, pessoalmente considero que os almeirões merecem uma consideração especial. Muitas pessoas já questionaram por que almeirão e não alface, que é mais popular.

Optei por almeirões porque achei que essa hortaliça é mais resistente para o nosso clima, em Aracaju-SE, pois diversas tentativas em cultivar alfaces não foram bem sucedidas. Também pesquisei diversas tabelas nutricionais, sendo o almeirão mais rico em vitaminas do que a alface. Portanto o cultivo de almeirões se torna interessante.

A vantagem do almeirão é que a gente pode ir colhendo as folhas e ela não definha, com tempo vai soltando brotações laterais no tronco e algumas variedades podem emitir brotações pelas raízes no solo. As fotos abaixo, de 2008, as descendentes dessas plantas até hoje ainda proporcionam boa colheita, através de replantio dos brotos laterais ou brotos que nasceram através de raízes.

       




Quando me refiro a almeirões, tanto pode ser da variedade pão-de-açúcar, folha larga radiche, spadona ou catalonha, todas eles são de fácil cultivo e tratos culturais semelhantes.

Estou apresentando o almeirão folha larga radiche, pois foi a variedade que documentei desde o início.

2. Acompanhando o Almeirão


Plantio de sementes em uma jardineira de 5 litros, em 23/ago; e início da brotação, em 28/ago:


Desenvolvimento das mudas, em 18/set, quase um mês depois do plantio:


Replantio das mudas em copos, em 09/out, parte das mudas já pode ser consumida:


  Replantio direto para vasos de 2 litros, 2 mudas de radiche e 2 mudas de rúcula, em 14/out:


Replantio das mudas em copos para uma nova gamela de 5 litros, em 25/out:



Inicialmente coloca 3 dedos de terra na jardineira e soca, depois coloca os copos em cima e completa com terra até atingir o mesmo nível da terra dos copos e soca novamente. Retira os copos, cortando em várias tiras verticais e recoloca as mudas sem o copo de volta aos buracos.



Vista das plantas replantadas dos copos para jardineira, em 05/nov:


Desenvolvimento das plantas, em 15/nov:


Colheita, em 21/jan:


Vista da jardineira original, isto é, na que foram plantadas as sementes, em 26/jan:


Vista das plantas depois de diversas colheitas, em 02/fev:


Vista da planta depois de diversas colheitas, em 16/02 (possível observar pendões florais emitidas pela planta):


Planta após poda dos pendões florais, a planta emitiu diversos brotos laterais, em 05/mar:


Essas mudas não serão replantadas devido a essa planta ser precoce para emitir flores.

Plantas dos vasos de 2 litros e colheita, em 09/mar. Já realizadas 2 colheitas anteriormente:
   

Colheita e detalhe de um tronco com suas brotações depois da colheita, dos vasos de 2 litros, em 09/mar:
   

3. Considerações Finais

Interessante observar que não adianta consorciar muitas plantas em um único vaso, no caso dos vasos de 2 litros, as rúculas definharam. As brotações laterais observadas na penúltima foto, poderiam ser utilizadas para replantio.

Minha preferencia é cultivar em jardineiras de 5 litros, mas plantar em vaso de 2 litros é perfeitamente viável.

2 comentários:

  1. Bom dia! Como devo proceder para cultivar almeirão para ornamentar, isto é, com o fim de obter suas flores mais rapidamente? Em que vaso posso plantar? Desde já, agradecido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Neto:

      Cultivamos os almeirões com objetivo de consumir as folhas, por isso, dentro das nossas limitações, passaremos algumas dicas para atender seu objetivo: Produção de flores do almeirão.

      Já fizemos o cultivo de diversas variedades de almeirão: Spadona, Radiche, Catalunha, de Folha Larga, Pão de Açúcar, Repolhuda (de Cabeça), Galatina. Algumas delas são conhecidas também por chicória, mas os tratos para o cultivo são os mesmos.

      Se for cultivar o almeirão para fins decorativos, limite apenas a retirar as folhas velhas e as infectadas por alguma praga. Procedendo assim, vai obter florações mais vistosas, pois as colheitas das folhas para consumo podem atrasar a floração.

      A praga mais comum no almeirão é a cochonilha, parecendo um pedaço de algodão, e pode ser eliminada com auxílio de uma pinça metálica longa de ponta curvada e fina.

      Para finalidade decorativa, recomendamos vasos com capacidade de 2 a 5 litros e jardineiras de 5 litros. A vantagem desses volumes menores é a facilidade de transportar as plantas de um local para outro, sem muito esforço ou dano para as plantas.

      Apenas uma planta da variedade repolhuda deve ser cultivada por vaso, enquanto na jardineira podem ser cultivadas três plantas. Outras variedades de folhas mais estreitas, como a Catalhonha, Spadona, Radiche, podem ser cultivas no máximo três plantas por vaso.

      Lembrando sempre que os furos dos vasos deverão ser cobertos com uma tela de nylon e depois completados com 3 cm de areia (para prover a drenagem da água e aeração das raízes das plantas), depois a terra do cultivo, não ultrapassando ¾ da altura do vaso – isso permite efetuar adubação complementar.

      Os almeirões chegam a emitir apenas um pendão floral que atingem até 1 m de altura, em condições de vaso, com dezenas de flores de cor azul e diâmetro em torno de 3 cm, com duração de 1 dia.

      Essa floração dura mais de um mês, porque as flores vão abrindo de baixo para cima. Podando esse primeiro pendão floral, novos pendões irão brotar, agora em quantidade de 4 a 5 pendões, abaixo do local da poda (corte), que novamente irão produzir novas flores.

      Finalizando, o que observamos é que a emissão do pendão geralmente ocorre depois de 6 meses após o replantio da muda.

      Quaisquer outras dúvidas, entre em contato conosco. Aguarde a nossa futura postagem: Cultivo do Almeirão II – Obtenção de Mudas por brotações.

      Sds,
      Cultivo Zen.

      Excluir