Multilang

segunda-feira, 22 de abril de 2013

Cultivo do Morango


O morango é uma fruta deliciosa e rica em vitaminas, mas atrás desses atrativos é um dos alimentos que lidera o ranking de maior número de amostras contaminadas com resíduos de agrotóxicos, conforme pesquisa realizada em 2010, pela ANVISA.

Devido o morangueiro ser uma planta muito suscetível a pragas e doenças, no passado, em seu cultivo era aplicado muitos defensivos agrícolas. Novas técnicas de cultivo somadas a exigência do consumidor e a consciência ambiental, esse cultivo vai se encaminhando para uma produção de frutos mais saudáveis.

O cultivo do morango em vasos não resulta em frutos com tamanhos daqueles que acostumamos comprar, nem com quantidades de frutos para se vangloriar. O cultivo do morangueiro a partir da semente é muito demorado e depende de técnicas e de um ambiente de cultivo mais profissional. Mudas prontas além de economizar tempo, são facilmente encontradas em lojas de produtos agrícolas, supermercados ou naqueles quiosques de plantas, em época apropriada para plantio em sua região.

Figura 1 - Morango pronto para consumo

A colheita do morango, a partir de mudas prontas, pode ser obtida a partir de 2 meses de plantio, desde que as mudas adquiridas sejam bem desenvolvidas. Com essa rapidez que se chega à fase de colheita, para quem tem criança em casa, torna-se um cultivo bastante educativo e bom início para a criança se interagir com a natureza. Outono é uma boa estação para começar o plantio.


O Cultivo do Morango

Para iniciar a cultura em casa, um vaso aproximadamente de 2 litros de volume, medindo em torno de 17 cm de boca, 13 cm de base e 12 cm de altura, é suficiente ao seu morangueiro.

Figura 2 - Muda comprada pronta.


Lembrar de colocar uns 2 dedos de areia para drenagem. Em seguida, retira-se a muda da embalagem e a coloca no vaso, complementando com terra, até o nível da terra da muda. Lembre que a planta gosta de umidade, mas o vaso não deve ficar encharcado.

Figura 3 - Morangueiro depois de um mês de plantio no vaso.


Após ter passado 1 mês de plantio da muda no vaso, se for uma muda bem desenvolvida (com 10 folhas), podem aparecer as primeiras flores.

Figura 4 - Depois de 2 meses de plantio no vaso, já com frutos.


Depois de 2 meses, já será possível colher frutos. Essa produção pode ser estender por mais 1 a 2 meses. Se a planta permanecer saudável, pode ocorrer mais um ano de colheita.

Não usando defensivos agrícolas, a planta logo sofre ataques de pragas tanto na parte aérea, como nas raízes, sendo recomendável renovar a plantação, com novas mudas, anualmente.

Figura 5 - Plantio em jardineira



Em vez de vaso, nesse caso foi utilizada uma jardineira, para o plantio da muda comprada. Com 70 dias, os primeiros frutos estavam em ponto de colheita.

Multiplicando Muitas Mudas de Morangueiro

A partir da 1ª muda comprada é possível preparar novas mudas, em casa.


Figura 6 - Preparação de mudas, com destaque para os estolhos do morangueiro

Depois de iniciada a produção e a planta apresentar certo desenvolvimento, ela começa a emitir estolhos: aproveite para fazer as mudas! Coloque outro vaso ou copo de plástico  ao lado da planta-mãe e direcione os estolhos para esse vasilhame.

Fixe a parte que está iniciando a emissão de folhas e raízes na terra, com auxílio de uma pequena pedra ou um pedaço de caule com forma de Y. Lembre-se de furar o fundo do copo, para aeração das raízes e drenagem da água.

Figura 7 - Replantio de mudas preparadas em copos


Depois de emitidas mais 2 folhas novas em copo, o cordão que liga a planta-mãe pode ser cortado.

Figura 8 - Replantio das novas mudas


A muda é replantada dos copos para vaso, devendo o vaso receber terra nova. Coloque alguma proteção para raízes e evitar que os frutos tenham contato direto com a terra.

Figura 9 - Amadurecimento de morango em planta desenvolvida em casa



Nesse caso, a maturação dos frutos ocorreu 176 dias depois do replantio. Repare que as mudas replantadas são menos desenvolvidas que a muda comprada, da primeira ilustração.

Dicas

Evite fazer mudas no mesmo vaso da planta-mãe, pois se a mesma tiver com alguma praga, irá infectar as mudas;

Se as plantas em produção começarem a enfraquecer, descarte e não reaproveite a terra do vaso do cultivo antigo, para o plantio de novas mudas. Faça adubação da terra do cultivo antigo deixe um período de descanso e reutilize para outra cultura.

Os estolhos que não serão aproveitados para mudas devem ser podados, pois retiram nutrientes da planta-mãe;

Folhas velhas ou infectadas de fungos deverão ser podadas, de preferência com uma tesoura;

Produtos que podem servir de cobertura morta são: casca de pinus, argila expandida, pedriscos, serragem de madeira, etc.

Nenhum comentário:

Postar um comentário